Skip to content
Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Atom Heart Mother – Parte 1 – Impressões

31/08/2011

11

Em 1970 chegou às lojas um disco gravado especialmente para o novíssimo sistema quadrafônico de som, que tinha apenas a foto de uma vaca babando na capa, e o título originário de um aparelho para pessoas com problemas cardíacos: o nome Atom Heart Mother foi inspirado pelo marca-passo movido à energia atômica usado por uma idosa. Até então, nenhum álbum do Pink Floyd fora concebido com um conceito visual tão sofisticado. Quando olho para Lulubelle, sempre me recordo da Revolução dos Bichos, de Orwell. Principalmente pela faixa de 25 minutos que abre o LP: o tema lembra o velho-oeste. O embrião de AHM nasceu nas sessões de gravação de Zabriskie, quando Gilmour tocou algumas frases em sua guitarra que lembravam um tema para Western.

Zabriskie Point 4 (3)

E a década de 70 começou assim, com várias despedidas. O adeus ao movimento hippie, o adeus dos Beatles, o adeus do Pink Floyd ao estilo experimental e revolucionário de Barret. Foi a década do Glam, do Art Rock e do Heavy. Alice Cooper e David Bowie dominaram a cena com seus personagens andróginos, paranóicos e vampirescamente alienígenas. O Led Zepelin ocupou os céus e duelou com o Deep Purple, o Kiss e o Who.

Após Woodstock, os empresários e produtores investiram pesado no mercado dos eventos para grandes massas e os Stones saíram na dianteira. A música virou um negócio gigantesco. Atom Heart Mother ficou muito bem colocado na Bretanha e fez com que o Pink Floyd subisse pelo menos 50 lugares nas paradas norte-americanas, mas causou insatisfação para a banda. Os créditos saíram incompletos e o criador dos arranjos para orquestra – os Pink não são os autores de boa parte dos arranjos do álbum – abandonou a noite de estréia aos prantos por não conseguir aceitar as modificações de tempo impostas por Mason para conseguir inserir sua batera na música principal.

1 Pink Floyd Com David Gilmour

Ummagumma já vinha com um rótulo de insatisfação dos membros da banda e Atom Hert Mother não foi diferente. Mas acho que nenhum deles estava preparado para a transição do estilo Underground para a elegância que começou a surgir em Ummagumma e tomou forma definitiva em Atom Heart Mother. O LP não tem nenhuma semelhança com os trabalhos anteriores do grupo e até soa comercial dentro da obra, mas não é nada comercial se considerado dentro do contexto do rock’n roll do início dos anos 70. A diferença está no bom gosto, na textura da produção e no resultado final, longe das loucuras alucinadas de Syd.

Atom Heart Mother foi uma peça fundamental e aconteceu no momento certo. Choca os ouvidos dos desavisados, mas Viva A Vaquinha!

Mais em: https://paintboxtalks.wordpress.com/2011/09/06/atom-heart-mother-parte-2-expressoes/

Progressive Holds

Tupi

Anúncios

From → Pink Floyd

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: