Skip to content

Procol Harum – Exotic Birds and Fruit – 1974

29/03/2013

Procol Harum - Exotic Birds And Fruits

Exotic Birds And Fruit é o sétimo álbum de estúdio do Procol Harum, cujo single foi a canção “Nothing But The Truth”/”Drunk Again”. A banda intentou “voltar às origens” e recuperar a autenticidade dos dois primeiros álbuns, tanto no conceito da banda como nos arranjos – desta vez sem orquestra. O protesto do Procol contra a indústria fonográfica aparece aqui na faixa “Butterfly Boys”, que fala sobre os fundadores do sêlo Chrysalis, cujo contrato causou insatisfação na banda.

Os Rapazes Borboleta (Butterfly Boys)

Dizem que somos selvagens/ sem esperança/ Queimamos em fornos/ sufocados pela fumaça/ Dizem que não temos chance/ não reconhecem nosso clamor/ Mas já curtem suas comissões/ resultado de seu joguinho/

Aqueles Rapazes Borboleta/ com seus brinquedinhos/ Picando como abelhas/ ferroadas venenosas/ Rapazes Borboleta/ Os brinquedos são seus/ Vocês ficaram com a brisa/ nós ficamos com o gelo/ Rapazes Borboleta, nos dêem um tempo/ Ficamos com os docinhos e vocês com o bolo/

Dizem-nos que somos os selvagens/ que não entendem nada/ Navegamos num navio que afunda/ estamos nadando na areia/ Eles tapam os ouvidos com os dedos/ não reconhecem nossos temores/ E voam para a Jamaica/ quando os chamamos de falsos e dissimulados/

O álbum, apesar da qualidade, não decolou, porém, se observarmos o que as principais bandas de progressivo lançaram em 1974 (abaixo) poderemos notar, que apesar da ótima produção de rock prog naquele ano, não há muitos destaques – fora Yes, Emerson, Lake & Palmer, Kansas, Focus e Rush – provavelmente devido à ascensão do Heavy Metal, do Glam Rock e do Pop Rock de músicos como David Bowie.

Produção das principais bandas de rock progressivo em 1974:

Procol Harum/Exotic Byrds and Fruit;Best Of – Moody Blues/This Is The Moody Blues – Soft Machine/Seven – Caravan/And The New Symphonia – Egg/Civil Surface – Hatfield And The North/Hatfield And The North – Emerson, Lake & Palmer/Brain Sallad Surgery e Welcome Back My Friends – Genesis/The Lamb Lies Down On Broadway – King Crimson/Starless And Bible Black e Red – Henry Cow/Live At Dingwall’s Dancehall e Unrest e Desperate Straigts – Jethro Tull/Warchild – Gentle Giant/The Power And The Glory – Yes/Relayer e Yesterdays – Nucleus/Under The Sun – Roxy Music/Country Life –  Mike Oldfield/Hergest Ridge – Frank Zappa & The Mothers Of Invention/Roxy & Elsewhere (duplo e ao vivo) – Frank Zappa/Apostrophe – Steppenwolf/Slow Flux – Mahavishnu Orchestra/Apocalypse – Kansas/Kansas – Premiata Forneria Marconi/L’Isola Di Niente e The World Became The World – Area/Caution Radiation Area – Gong Com Daevid Allen/You e Greasy Truckers Live At Dingwall’s Dancehall – Jean Luc Ponty com Mahavishnu Orchestra/Apocalypse – Tangerine Dream/Phaedra – Eloy/Floating – Focus/Hamburger Concerto – Can/Soon Over Babaluma – Rush/Rush

Faixas: Nothing But The Truth,Beyond The Pale,As Strong as Samson,The Idol,The Thin End of The Wedge,Monsieur R. Monde Fresh Fruit,Butterfly Boys,New Lamps For Old

Formação da banda para este álbum: Gary Brooker,Chris Copping,Mick Grabham,BJ Cole,Alan Cartwright,B.J. Wilson

Nada Além Da Verdade (Nothing But The Truth)

Está tão claro como ontem/ Vimos num sonho/ mas o sonho virou insanidade/ um grito horrível e escancarado/ Tão triste ver tanto vazio/ Tão triste ver tantas lágrimas/ E amontoou folhas de amargura ficou embolorado ao longo dos anos/

Nada além da verdade/ palavras comuns/ Difícil achar desculpa/ Mais difícil do que a verdade/

Assim como Ícaro voamos alto demais/ Voamos muito perto do sol/ Eles nos pegaram naquele brilho horrível/ nossas gargantas infelizes postas na forca/ Mas pouco antes do golpe final/ Eles nos fizeram vítimas da corda/ E nos lançaram para além das profundezas/ Para jazer no sono sem fim/

Está tão claro como ontem/ Lançaram-nos nas profundezas/ Jazemos na mais escura noite, é o melhor/ Interminável dormir/ Uma infindável e amarga escuridão/ cujo breu clareia longe das vistas/ Um Deus vazio e esquecido/ que enche nossos corações de lágrimas/

Em Nothing But The True, nos encontramos, novamente, com o velho e empolgante Procol Harum, a batida é envolvente desde os primeiros compassos. Beyond The Pale é apenas um pouco burlesca e não chama atenção, ao passo que As Strong As Samson poderia facilmente ser considerada a precursora do Soft Rock dos anos 90. Pulando para Thin End Of The Wedge, algo bem interessante é que nessa faixa o que flui mais é o jazz, quase como Michael Mantler em suas melhores composições. Seguida pelo rock’n roll Monsieur R. Monde e a bem-humorada Fresh Fruit, chegamos a Butterfly Boys, uma sátira movimentada e pop. O Procol Harum temina o álbum com a balada country New Lamps For Old, cujas arestas foram bem aparadas e que contém algo de final de anos 60 tipo Beatles em Sgt Peppers. Seu próximo álbum, Procol’s Ninth, seria esclarecedor para os fãs, que ficaram sem entender o que o Procol queria dizer exatamente com este álbum.

Abraços Progressivos!!!

Tupi

Anúncios

From → Procol Harum

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: