Skip to content

Queen – A Night At The Opera – Bohemian Rhapsody

14/04/2013

A Night At The Opera '39

Bohemian Rhapsody é uma canção atípica até para o rock progressivo, mais afeita à época das operas rock como Jesus Christ Superstar, Lisztomania, ou Tommy. É uma mistura de ópera e hard rock. Lançada como single, foi um verdadeiro sucesso comercial – apesar da longa duração – e ficou nove semanas no topo das paradas britânicas, além de virar sucesso internacional. Divulgada por um vídeo promocional, foi importante na criação da cultura do videoclip e é considerada como o marco inicial da era “MTV”. Está na lista das 500 grandes canções de todos os tempos da Rolling Stone – e o solo de guitarra ficou entre os 20 melhores de todos os tempos.

Rapsódia Boêmia

Isto é a vida real?/Ou é apenas fantasia?/Pêgo num deslize/Sem saída da realidade/Abra seus olhos/Olhe para o céu e veja/

Eu sou apenas um menino pobre/Não necessito de nenhuma simpatia/

Porque eu venho e vou,/ pra cima e pra baixo,/ para onde quer que o vento sopre/ tanto faz para mim/

Para mim/

Mamãe, acabei de matar um homem/Coloquei uma arma contra a sua cabeça/Puxei o gatilho, agora ele está morto/Mamãe, a vida

tinha acabado de começar/Mas fiz o que fiz e joguei tudo fora/Mamãe/Não quis faze-la chorar/Se a essa hora, amanhã, eu não

houver retornado/Siga em frente, siga em frente/Como se nada disso realmente importasse/

Tarde demais, minha hora chegou/Arrepios descem por minha espinha/O corpo doendo o tempo todo/Adeus a todos, eu preciso

ir/Preciso deixá-los para trás/e enfrentar a verdade/Mamãe, oh, eu não quero morrer/As vezes desejo que nunca tivesse

nascido/

Eu vejo a pequena silhueta de um homem/

Fanfarrão, Fanfarrão, vai dançar o Fandango/Trovões e relâmpagos, muito, muito me assustando/Gallileo, Gallileo/Gallileo,

Gallileo/Gallileo Figaro, Magnifico/

Sou apenas um pobre menino e ninguém me ama/

Ele é apenas um menino pobre de uma família pobre/Poupe a sua vida desta monstruosidade/

Fácil Vem, fácil vai, vocês me deixarão ir?/

Bismillah*! Não, não o deixaremos ir/Deixem-no ir/

Bismillah! Não o deixaremos ir/ Deixem-me ir/

Bismillah! Não o deixaremos ir/ Deixem-me ir/

Não o deixaremos ir/ Deixem-me ir/ Nunca/

Nunca o deixaremos partir/ Deixem-me ir/

Nunca o deixaremos partir/

Não, não, não, não, não, não, não/

O mamãe minha, mamãe minha, mamãe minha, deixem-me ir/

Belzebu deixou um diabo reservado para mim/

Para mim/

Para mim/

Então você pensa/Que pode me apedrejar e cuspir no meu olho/Então você pensa que pode me amar/E me deixar para morrer/Oh

garota/ não pode fazer isto comigo garota/Tenho apenas que sair/Tenho apenas que sair daqui agora mesmo/

Oh, oh yeah, oh yeah/

Nada realmente importa/Qualquer um pode ver/Nada realmente importa/Nada realmente importa para mim/

De qualquer forma, o vento sopra…

*Bismillah vem do árabe e significa: “Em nome de Deus, O Clemente, O Misericordioso”.

Abraços Progressivos!!!

Tupi

Anúncios

From → Queen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: