Skip to content

Carlos Castaneda – O Caminho Do Guerreiro 4 – Porta Para O Infinito 5

04/07/2013

Carlos Castaneda Porta Para O Infinito

Após mais uma de suas espantosas aparições – Dom Juan surge usando terno! – que deixa Castaneda perplexo e assustado, Dom Juan inicia uma de suas explanações mais importantes sobre o Tonal e o Nagual, ele vai falar sobre a Ilha do Tonal e tentar explicar o Tonal e o Nagual sob vários ângulos. Você vai notar que o conceito de Tonal fica bem parecido com o conceito de Matrix, dos irmãos Wachowski, que Morpheus tenta traduzir em palavras para Neo, após sua libertação. Assim como a Matrix, o Tonal bloqueia a percepção do Nagual, muito mais pleno, muito mais abrangente. A dualidade exposta por Dom Juan, ao descrever a Ilha do Tonal também está presente em Lost, a série em que os personagens, presos a uma ilha após um acidente aéreo, precisam montar um verdadeiro quebra-cabeças para o entendimento total de sua realidade. “O Tonal organiza o mundo […] sobre seus ombros repousa o trabalho de dar ordem ao caos do mundo […] tudo quanto sabemos e fazemos como homens é obra do Tonal. […] o Tonal em todos nós foi transformado num guarda mesquinho e despótico, quando deveria ser um guardião de larga visão. […] O TONAL É TUDO O QUE SOMOS. QUALQUER COISA, TUDO QUE TEM UM NOME É O TONAL. E COMO O TONAL É SEUS PRÓPRIOS ATOS, ENTÃO TUDO, OBVIAMENTE, TERÁ DE CAIR SOB SEU DOMÍNIO.” (p146-147) Dom Juan prossegue sua explicação confirmando que o que existe para nós, é apenas uma descrição do mundo, e cultuamos essa descrição porque fomos ensinados a visualizá-la e aceitá-la como certa e única desde que nascemos, e o Tonal prolonga-se de nosso nascimento até nossa morte. Mais adiante, o diálogo entre Castaneda e Dom Juan tocará um ponto bem “sensível” da obra, pois somos informados de que o Tonal, apesar de “fazer” o mundo, não o criou e nem cria nada – digo “sensível” porque essa idéia toca o argumento do filósofo George Berckeley (que estarei blogando em breve) para provar a existência de Deus: como Dom Juan diz que qualquer ser humano pode ser tocado pelo espírito e pôsto no caminho do conhecimento, sempre me questiono se Berckeley teria atingido essa iluminação, ou se Castaneda apropriou-se do conceito de Berckeley de que somos apenas mentes que pensam a realidade sustentadas por uma mente superior, divina, que pensa o Universo? “O Tonal é uma ILHA […] Existe um tonal para cada um de nós, e existe um coletivo para todos nós em dado momento, que podemos chamar de tonal dos tempos.” (p150) De qualquer maneira, nada invalida a questão de que o método de estudo de Castaneda serviu para embasar a visão metafísica ocidental moderna. Então Dom Juan parte para uma breve explicação do Nagual: “O Nagual é a parte de nós com a qual não lidamos de todo. […] é a parte para a qual não existe explicação.” O Nagual é tudo o que rodeia a Ilha do Tonal, na qual vivemos e tentamos fazer sentido ao nos organizarmos, tentando combater o sentimento de vazio e incompletude causado pelo bloqueio do Tonal, que tem a função de nos fazer parecer “normais”. E, não, o Nagual não é Deus. Se pudéssemos definir o Nagual, ele se tornaria parte do Tonal, mas o Tonal é um guarda tão poderoso que não permite sequer uma breve visão do Nagual. O Tonal, ao manter-nos “sensatos” diante de nossos semelhantes, também nos aprisiona, limitando nossa capacidade de aprendizado, ou seja, ao mesmo tempo que nos protege, ele nos condena.

Próximo post: https://paintboxtalks.wordpress.com/2013/07/21/carlos-castaneda-o-caminho-do-guerreiro-4-porta-para-o-infinito-6/

Abraços Progressivos!!!

Tupi

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: