Pular para o conteúdo

O Mágico De Oz Resumo: Fábula ou Chacina?


 

Capa da edição original

Capa da edição original

Na introdução de sua obra-prima L. Frank Baum escreveu que “… o propósito [ do Mágico de Oz ] é agradar as crianças de hoje… ser um conto de fadas moderno… no qual as mágoas e os pesadelos são deixados do lado de fora. Chicago, abril de 1900.” O Maravilhoso Mágico de Oz, na verdade, é apenas um – o mais famoso – de uma série de 14 livros escritos em torno do mesmo tema.

Uma Coleção de 14 Livros

Uma Coleção de 14 Livros

Esse “conto fantástico” – como o próprio Baum o classifica – começa com uma paisagem toda cinza e pessoas cinzentas que moram numa pequena casa nas pradarias cinzentas do Kansas, eles são o casal Henry e Em, tios da menina órfã Dorothy. Sobre o passado de Dorothy, Baum não conta nada, nem como ela conseguiu chegar ao distante lar de seus tios. Mas Dorothy é diferente de tudo, ao contrário do acinzentado que predomina no início da história, Dorothy invoca cores através de seu estado de espírito, de seu bom-humor e de sua jovialidade. Seu fiel companheiro, o cãozinho Totó, está sempre brincando com ela e animando-a. Quando a propriedade de seus tios é atingida por um ciclone, eles correm para o abrigo, mas Dorothy fica para trás ao tentar salvar Totó.

Levada com a casa pelo ciclone

Levada com a casa pelo ciclone

A casa é levada pelo ciclone e viaja por uma distância muito grande, até aterrissar na terra dos munchkins. Eles usam CHAPÉUS DE BRUXA e recebem Dorothy com alegria, pois ao descer dos céus, ela MATARA a malvada Bruxa do Leste que os escravizava. A casa pousara sobre a bruxa, matando-a, e como recompensa, os SAPATOS prateados e mágicos da bruxa foram dados a Dorothy. Ela quer saber como voltar para casa e descobre que está muito longe da civilização, num lugar onde a magia ainda existe, e a única maneira de voltar para casa é indo à Cidade das ESMERALDAS, no centro de OZ, para conversar com o grande mágico e perguntar se ele sabe como sair daquele lugar isolado do mundo por vastos desertos. Para ajuda-la, a Bruxa boa do Norte lhe concede uma dádiva: beijando-a deixa em sua testa UMA MARCA, um CÍRCULO brilhante, sinal de que estava sob sua proteção, em seguida a bruxa desaparece rodopiando no ar 3 vezes.
Para chegar a seu destino, Dorothy deve seguir pela estrada dos TIJOLOS amarelos. Ela calça os sapatos prateados, prepara uns pães e parte com Totó. No caminho ela vê uma plantação com um espantalho e percebe que o boneco está vivo.

O Espantalho Está Vivo!!!

O Espantalho Está Vivo!!!

O Espantalho pede a Dorothy que o liberte da estaca à qual está preso e parte com a garota para a Cidade Das Esmeraldas. O Espantalho tinha TRÊS dias de vida e o primeiro sentido que lhe aflorara fora a audição. Enquanto era criado ele ouvia dois fazendeiros munchkins dizerem que “… ele se parece com um HOMEM, não, ele é um homem”, e logo depois o prenderam no alto de uma ESTACA. No início ele era temido pelos corvos, mas logo as aves perceberam que ele era inofensivo e atacaram o milho. Um corvo sábio disse-lhe então que se o Espantalho possuísse cérebro seria como um homem. Por isso ele queria ir com Dorothy encontrar Oz, ele pediria um cérebro a Oz.
A jornada continua, próximo ao caminho dos tijolos amarelos Dorothy e o Espantalho encontram o Homem De Lata.

O Homem de Lata

O Homem de Lata

Ele está paralisado pela ferrugem, estava cortando lenha e uma tempestade o pegara de surpresa. Mas seus novos amigos lubrificam-no e ele fica livre de sua prisão de um ano. O Homem de Lata era um lenhador apaixonado por uma linda munchkin que morava com uma senhora. A senhora não queria que a jovem se casasse e pediu à Bruxa Do Leste que fizesse algo. A Bruxa amaldiçoou o machado do lenhador, e cada vez que ia trabalhar, o lenhador acabava decepando um membro, que era substituído por outro de lata, até que não sobrou nada orgânico, tudo era de lata. Vislumbrando a possibilidade de reaver um coração, o Homem de Lata junta-se ao grupo, e acaba sendo de muita utilidade, abrindo caminhos pela floresta com seu machado.
Quando a estrada de tijolos amarelos mergulha numa densa floresta os viajantes ouvem rugidos assustadores e um leão pula em seu caminho, derrubando o Espantalho e o Homem de Lata.

O Leão Covarde

O Leão Covarde

Mas ao atacar Totó, é esbofeteado por Dorothy, e todos acabam descobrindo que este leão é um covarde. Então o grupo se completa, e o Leão Covarde parte também para a Cidade das Esmeraldas, para pedir a Oz a coragem que não tem.
O grupo se aprofunda na floresta, com a comida escasseando o Leão propõe-se a matar um cervo, mas a idéia é refutada. Então o Leão vai para a floresta e se alimenta sem contar o que havia COMIDO. O Espantalho encontra castanhas para Dorothy e coordena as ações do grupo. Eles se deparam com uma grande vala que o Leão cruza saltando com cada um deles em suas costas, e a expedição chega à terra dos Kalidahs – bestas com corpo de urso e cabeça de tigre. Outra vala enorme surge e o Espantalho diz ao Homem de Lata para derrubar uma árvore cujo tronco servirá como ponte. A idéia funciona, mas durante a travessia surgem dois kalidahs perseguindo o grupo. Eles atravessam a ponte improvisada e o Homem De Lata usa seu machado para derrubar o tronco no abismo, junto com os dois kalidahs que estavam sobre ele e se DESPEDAÇAM no fundo da vala. A viagem prossegue e a floresta fica para trás, dando lugar a um belo campo com flores e frutas.
Porém ainda é preciso cruzar um largo rio para chegar ao campo e o Espantalho SUGERE ao Homem de Lata que construa uma canoa. Enquanto cruzam o rio, a correnteza arrasta a canoa dos aVentureiros, e o Espantalho fica preso no meio do rio, pendurado em seu remo que enroscou em galhos escondidos nas águas profundas. Felizmente seus amigos conseguem cruzar o rio, e surge uma cegonha amiga que traz o Espantalho para o outro lado do rio. Seguindo a estrada de tijolos amarelos nossos amigos percebem que as flores do campo são um perigo mortal: eles estão num campo de PAPOULAS, e o aroma das flores é tão tóxico que Dorothy, Totó e o Leão Covarde ficam chapados.

O Campo de papoulas

O Campo de papoulas

Dorothy e Totó são carregados pelo Espantalho e pelo Homem de Lata, mas o Leão Covarde é muito pesado, e fica para trás, inconsciente. O campo de papoulas será seu túmulo. Seria seu túmulo, não fosse um sangrento acaso.
O caminho dos viajantes é cruzado por uma rata que está sendo perseguida por um gato selvagem de olhos vermelhos e flamejantes. Numa fração de segundo o Espantalho e seu machado DECEPAM a cabeça do gato num único golpe, e salvam a ratinha. Acontece que ela não é uma rata qualquer: é a RAINHA Dos Ratos Do Campo, e em retribuição pela sua vida, milhares de ratos surgem para ajudar a trazer o Leão para fora do campo de papoulas. Eles usam uma carriola improvisada e salvam o Leão.

A Rainha dos Ratos do Campo ajuda os viajantes

A Rainha dos Ratos do Campo ajuda os viajantes

Ele se recupera e a jornada continua.
A Floresta fica para trás e o grupo chega à Terra de Oz. Aqui os habitantes são verdes – os munchkins eram azuis – bem como a Cidade Das Esmeraldas. Para entrar na cidade, é preciso falar com o Guardião do Portal. Ele abre e fecha as portas da Cidade. Para entrar é necessário usar ÓCULOS que protegem a visão do forte brilho VERDE e cegante da Cidade Das Esmeraldas. Cada um deve usar um óculos que tem uma fechadura que só pode ser aberta pelo Guardião com seu CHAVEIRO. Assim eles tentarão uma audiência com Grande Oz.
Após dias de espera hospedados no palácio de Oz, o Mágico concede uma audiência a cada um dos visitantes e promete atender seus pedidos com uma condição: a de que eles matem a Bruxa Malvada do Oeste. Sem outra opção, Dorothy, Espantalho, o Leão e o Homem de Lata aceitam a tarefa de dar um fim na vida da Bruxa, e partem para a terra dos winkies.
A Bruxa do Oeste possuía um ÚNICO olho, mas ele era muito poderoso, como um TELESCÓPIO, e ela podia enxergar todo o seu reino amarelo. Quando percebeu os estrangeiros vindo em sua busca, enviou 40 LOBOS com a ordem de esquartejá-los, mas o Homem de Lata, como seu machado afiado, DECEPOU a cabeça dos quarenta lobos.

40 cabeças cortadas

40 cabeças cortadas

Então a Bruxa enviou 40 CORVOS selvagens, e o Espantalho QUEBROU o pescoço de todos.

40 pescoços quebrados

40 pescoços quebrados

A Bruxa enviou abelhas negras que morreram todas ao tentar picar o Homem de Lata. A Bruxa, que escravizava todos em seu reino, mandou winkies armados para matarem os estrangeiros, mas o Leão os afugentou com seu forte rugido. Então ela recorreu aos Macacos Alados. Os Macacos Alados eram poderosos. A Bruxa Malvada do Oeste possuía um chapéu mágico, através do qual chamava os Macacos Alados.

Os Macacos Alados

Os Macacos Alados

Ela ordenou que eles liquidassem os estrangeiros. O Homem de Lata ficou inutilizado, pois foi totalmente amassado. O Espantalho foi esvaziado. E Dorothy e o Leão foram escravizados. Mas a Bruxa havia gastado todos os seus poderes e queria ter os sapatos prateados de Dorothy. Ao tentar roubá-los Dorothy se enfurece e atira um balde de água na Bruxa que começa a derreter e MORRE. Com a morte da Bruxa Má do Oeste, Dorothy liberta os winkies amarelos e o Leão Covarde da escravidão. Em agradecimento eles ajudam a consertar o Homem de Lata e o Espantalho, que ficam novinhos em folha. Dorothy encontra o chapéu dourado da Bruxa Má e parte com ele na cabeça e seus amigos ao seu lado para a Cidade das Esmeraldas. Agora todos cobrarão do Grande Oz os favores prometidos.
O retorno parecia fácil, mas o grupo perdeu-se e não conseguia encontrar o caminho de volta. Então Dorothy pediu ajuda aos ratos do campo e foi lembrada de que agora ela era dona do chapéu MÁGICO, e poderia fazer três pedidos aos Macacos Alados. Dorothy convocou-os e pediu-lhes que levassem o grupo à Cidade das Esmeraldas, e foi prontamente atendida.
Infelizmente, o Grande Oz não passa de um IMPOSTOR.

Apenas Um Impostor

Apenas Um Impostor

Um empregado de circo que perdeu o controle de seu balão e foi arrastado para aquelas longínquas terras. Devido a sua chegada triunfal, fora recebido com honras pela população, e através de sutis artimanhas construíra um reino de mentiras. Ele é baixinho e medroso, mas promete que cumprirá suas promessas. O Espantalho ganha um cérebro de farelo e fica cheio de alfinetes ESPETADOS na cabeça (imediatamente sente-se mais sábio); o Homem de Lata tm um buraco aberto no peito para que lá se aloje um coração de seda vermelha cheio de serragem (seus sentimento afloram); e o Leão bebe uma poção esverdeada que o faz sentir-se o mais corajoso dos animais. Para realizar o desejo de Dorothy, o Mágico constrói um balão para cruzar o deserto, e ele irá com ela, pois já está cansado de ser um impostor e de ver todos acreditarem em suas mentiras, e deseja voltar para Omaha e trabalhar num circo novamente. Na hora da partida o Mágico nomeia o Espantalho o novo governante de Oz, mas Totó foge e Dorothy perde o balão que sai voando sem controle: o Mágico vai embora sozinho.
Os Macacos Alados não podem socorrer Dorothy, pois o Kansas fica fora das terras às quais eles pertencem, então só resta uma alternativa para Dorothy: procurar Glinda, a Bruxa do Sul e pedir ajuda a ela.
O caminho para o sul é mais exótico que a primeira parte da jornada para a Cidade das Esmeraldas. O grupo cruza uma floresta de árvores agressivas que os atacam com seus galhos, e só desistem depois que o Homem de Lata usa seu machado contra elas. Depois os viajantes atravessam uma cidade de porcelana e saíram numa floresta aterrorizada por uma monstruosa aranha gigante, mas o Leão derrota o monstro e torna-se o Rei da Selva.
Agora só falta uma colina para chegar ao sul, mas a colina pertence aos Cabeças de martelo que impedem a passagem dos viajantes, atacando-os com suas enormes cabeças. Dorothy pede ajuda aos Macacos Alados e gasta seu último pedido, mas os Macacos os levam a té a terra vermelha dos quadlings. Glinda recebe os aventureiros e concorda em ajudar Dorothy, desde que ela lhe ceda o chapéu mágico – Glinda usará o chapéu para pedir aos Macacos Alados que levem o Leão para sua Floresta, o Espantalho para a Cidade das Esmeraldas (que é verde apenas pela ilusão provocada pelos óculos de lentes verdes que os habitantes usam sob o pretexto de protegerem seus olhos) e o Homem de Lata para seu reino no Oeste. Quanto a Dorothy, ela está calçando os sapatos mágicos, e basta bater três vezes os calcanhares e dizer a eles para onde quer ir, diz Glinda. E assim se faz, e, em três passos que sobrevoam o deserto, Dorothy está de volta ao Kansas, e seus tios já construíram uma nova casa. Os sapatos caem dos pés de Dorothy e ficam perdidos no deserto, mas Dorothy e Totó voltam para casa e para o amor de seus tios.
Fim.

O Mágico de Oz 11

Abraços Progressivos!!!

Tupi

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.397 outros seguidores